segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Underlig

Desejando ter tudo que não se pode.
Podendo amar tudo que não se tem.
Tendo a facilidade de se entristecer.
Tristeza essa que é avassaladora.
Avassalando o cerébro, corpo, e alma.
Alma, minha casa é minha alma. Minhas aspirações.
Aspirando, inspirando, respirando. Sonoramente aceitavel aos ouvidos.
Ouvidos esses que sangram quando passamos horas na incerteza das palavras de outrem.
Outros nos mostram os caminhos errados.
Erro pois sou humano.
Humanamente extraterrestre. Meu lar é meu profundo poço de incerteza.
Incerto da contínuidade.

21-Years Old. O tempo passa. E eu desejo cada vez mais que ele não passe.

2 comentários:

Lily Quel disse...

Confesso que tive de ler duas vezes. Essa vontade de ser um tipo de Peter Pan, onde o tempo não é relevante tira o brilho da vida meu caro, pois como daríamos valor e aproveitaríamos todas as suas ofertas se ela não fosse efêmera?
Sorry pelo atraso Felipe, mas feliz ano novo pra você, e que você busque aspectos da vida que não deu importância no ano que passou...
Mais um texto fodástico!
"Peace, love and empathy"

Alleson Sullivan disse...

cara velho. o que eu iria postar aqui hoje, comentei com voce ontem...

como te falei, teus textos sao sempre foda.

falow man..


"peace, love and empathy"