segunda-feira, 15 de março de 2010

Busca.


Apenas mais um viajante estático. Apenas mais um lunático vagando e sonhando por conta própria.
Sabe o que desejamos ter um pouquinho a cada dia? Somente felicidade e nada mais. A busca que as vezes nos cansa nos torna tão fortes que nem percebemos. É estranho dizer isso mas é aliviante saber que talvez haja um retorno, talvez, se fizermos a coisa certa e se andarmos na direção em que nossos instintos e emoções possa nos guiar.
Talvez o propósito da existência seja essa busca individual pela felicidade. Talvez isso faça algum sentido, ou não. Sair cedo de casa, voltar tarde em casa. Ficar pensando naquela pessoa, naquelas pessoas, naquela coisa, naquelas coisas que nos aflingem. Talvez isso tudo nos transportará para um jardim florido e cheio de energia boa, ou nos levará para um espaço vazio. Isso é consequência.

Talvez o segredo disso tudo seja mesmo a Busca, a incessante vontade de nos sentirmos completos.

3 comentários:

gutor disse...

Acredito que o significado da vida é esse mesmo: a busca pelo que melhor nos preenche. É uma busca, e não temos certeza de que um dia encontraremos o que nos faz ser felizes. Talvez a felicidade esteja nas pequenas pausas dessa busca; quando olhamos para tudo e dizemos "foda-se"; quando fazemos as coisas inconscientemente sem muito ligar para as consequências... É aí que conseguimos uma sensação de liberdade tão reconfortante... Que não sabemos mais se a busca vale mesmo à pena...

Pronto, já falei besteira de mais!!

Belo texto!
Abraços

Lily Quel disse...

(Ao som de "Too much to ask")
Até parece um coment que já postei neste blog...mas essa busca é realmente nosso único objetivo nesta vida! Bom ver-te escrever isto!
Ótimo texto!

Josy disse...

E dai ser lunática? Eu sou e acho bom. \o/
Bom ver-te escrever isso too.

Peace.